‘Allan dos Santos é um jornalista, gostem ou não do trabalho dele’, diz Ana Paula

Segundo a PF, funcionária do gabinete de Lewandowski passava informações Allan dos Santos; programa ‘Os Pingos Nos Is’ comentou

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2021 19h59 - Atualizado em 06/10/2021 20h01
Reprodução/ YoutubeAllan dos Santos disse que vai processar Moraes por quebra de sigilo de fonte

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quarta-feira, 6, que Tatiana Garcia Bressan, ex-estagiária do ministro Ricardo Lewandowski, seja ouvida pela Polícia Federal. Segundo informações da PF obtidas pela Folha de S.Paulo, a funcionária — que estagiou no gabinete de Lewandowski de julho de 2017 a janeiro de 2019 —  passava informações sobre o trabalho dos ministros da Corte a Allan dos Santos, do canal Terça Livre. Por meio da quebra de sigilo telefônico dele, a polícia obteve conversas por mensagem entre 0s dois. Allan questionou Tatiana sobre o que ela viu de mais “espantoso” no gabinete do ministro. Ela respondeu que os magistrados “decidem o que querem e como querem” e que “algumas decisões são modificadas porque alguém importante liga para o ministro.”

Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, criticou a forma como Allan dos Santos é tratado pela imprensa. “Quando é contra o governo, aí é jornalista, matéria investigativa, checagem de fatos. Mas se é do outro lado, aí é blogueiro, é fake news, as agências de checagem passam a atuar como censuradores”, afirmou. “Allan dos Santos é um jornalista, gostem ou não do trabalho dele. Por que para um lado é jornalismo e para outro lado não é? Está tudo muito óbvio, as máscaras caíram, os armários estão todos escancarados e infelizmente a outrora importante Folha de S.Paulo hoje não passa de um veículo militante”, completou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta quarta-feira, 6, na íntegra: