Ana Paula: Com reforma ministerial, Guedes terá mais tempo e liberdade para continuar fazendo belíssimo trabalho

Ministro da Economia disse ver com naturalidade a criação da pasta do Emprego e da Previdência; programa ‘Os Pingos Nos Is’ falou sobre a reforma ministerial

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2021 20h39 - Atualizado em 22/07/2021 21h54
CLÁUDIO MARQUES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMinistro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da economia, Paulo Guedes, disse não ter se sentido desprestigiado com as mudança na pasta que comanda. O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta semana que deve fazer uma reforma ministerial no governo, com a criação do Ministério do Emprego e da Previdência, que antes estava sob responsabilidade do Ministério da Economia. O atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, deve assumir a nova pasta. Guedes disse ver a decisão com naturalidade e elogiou Onyx. Presidente nacional do Progressistas (PP) e um dos principais aliados de Bolsonaro no Congresso, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) deve ficar com a Casa Civil, posto que hoje é ocupado por Luiz Eduardo Ramos.

Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, afirmou que há pontos positivos e negativos na reforma ministerial. No entanto, disse ver com ceticismo a criação de uma nova pasta. “Eu sou muito cética em relação à criação de mais ministérios. Acho que quanto menos, melhor”, afirmou. “No entanto, eu acho que tem um lado positivo nisso, que é o Guedes ficar solto para fazer o que ele tem feito muito bem. Nós temos um ministro que esta fazendo nossa economia sobreviver na pandemia”, comentou Ana Paula. “Ministro Guedes terá mais tempo e liberdade para continuar fazendo o belíssimo trabalho que ele está fazendo, isso sim pode ser uma coisa muito positiva nesse cenário”, completou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta quinta-feira, 22, na íntegra: