Ana Paula: ‘Eleição no Brasil pode colocar no poder um corrupto que anda de mãos dadas com regime totalitário de Cuba’

Uma pessoa morreu durante os protestos em Havana nesta segunda-feira, 13, segundo a agência estatal de notícias; programa ‘Os Pingos Nos Is’ falou sobre o caso

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2021 20h36 - Atualizado em 14/07/2021 20h56
EFE/ Yander ZamoraPelo menos uma pessoa morreu durante os protestos em Havana

Uma pessoa morreu durante os protestos contra o regime de Cuba em Havana nesta segunda-feira, 13, segundo a agência estatal de notícias. A vítima é um homem de 36 anos. O governo lamentou a morte do manifestante, mas não esclareceu as circunstâncias em que isso ocorreu. Os protestos começaram no último domingo, 12, e reuniram milhares de cubanos em diversas cidades em um momento de grave crise econômica e agravamento da pandemia da Covid-19. Após os atos, o governo cortou a internet, mas os manifestantes ainda deram um jeito de publicar vídeos dos protestos nas redes sociais.

Para Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, a situação do país é muito grave. “A gente precisa acompanhar isso de perto sabendo que no Brasil, em 2022, a gente tem uma eleição presidencial que pode colocar novamente no poder um político ex-presidiário, corrupto, que anda de mãos dadas com esse tipo de regime totalitário”, afirmou. Ana Paula também defendeu o voto auditável como alternativa para mais transparência na corrida presidencial e disse que tem medo que as eleições sejam fraudadas. 

Confira o programa na íntegra: