Augusto Nunes questiona indignação de Lula com ostentação da classe média: ‘E o relógio dele?’

Ex-presidente disse que a classe média ostenta um padrão de vida ‘acima do necessário’; comentaristas de Os Pingos Nos Is rebateram a fala

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2022 19h10
EFE/EPA/CHRISTOPHE PETIT TESSON Lula discursando em Paris Ex-presidente Lula criticou a elite e a classe média

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quinta-feira, 7, ser contra o aborto, mas defendeu que o tema seja tratado como uma questão de saúde pública. “Essa pergunta já chegou pra mim umas mil vezes: eu sou contra o aborto, mas é preciso transformar numa política pública. Mesmo eu sendo contra, ele existe, ele se dá com uma pessoa de alto poder aquisitivo, ela vai ao exterior e se trata. E o pobre, como faz?”, disse em entrevista à rádio cearense Jangadeiro BandNews. Nesta semana, em evento da Fundação Perseu Abramo, o petista também criticou a elite brasileira e disse que a classe média ostenta um padrão de vida “acima do necessário”.

Durante sua participação no programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, Augusto Nunes criticou e rebateu a declaração do ex-presidente. “Primeiro ele proibiu a classe média de ter mais de um aparelho de TV. Vai até a casa dele, que é de um amigo dele, para ver quantos tem. Adiante ele fala que a classe média não pode comprar esse barco de R$ 400 mil. Como se alguém da classe média tivesse um iate. Ele viaja”, disse o comentarista. “Ele precisa ser contido só com algemas. Só segura o Lula com a cadeia. Ele acha que a classe média não pode ostentar. E o relógio dele? O relógio dele custa R$ 90 mil, custa um apartamento. E ele dizendo que tem que viver modestamente. Esse cara leva vida de rico, e ninguém fica rico só com salário de presidente da República”, acrescentou. 

Assista ao programa Os Pingos Nos Is desta quinta-feira, 7: