Doria: ‘Impor redução de isolamento seria um erro muito grande’

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2020 20h19
Bruno Escolástico/Estadão ConteúdoJoão Doria é o atual governador do estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria, disse em entrevista exclusiva ao programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (6), que uma medida que determine a redução do isolamento social diante da pandemia do novo coronavírus seria “uma medida autoritária e um erro muito grande”.

Ainda nesta segunda, o Ministério da Saúde afirmou que está avaliando a redução parcial das medidas de isolamento adotados em estados e municípios que tenham metade dos leitos vagos. A mudança de estratégia pode entrar em vigor na próxima segunda (13).

A medida seria uma transição do isolamento social ampliado, que está vigente atualmente, para um isolamento social seletivo. No entendimento do governador de São Paulo, se a medida for imposta mostraria uma ruptura do governo federal com os estados.

“A ruptura não seria dos estados e municípios, seria do governo federal, um erro crasso que rompe com o pacto federativo. Uma medida como essa não faz o menor sentido neste momento e provocaria uma ruptura constitucional no meio de uma pandemia”, avaliou.

Nesta segunda, o governo de São Paulo estendeu o período de quarentena até 22 de abril. Doria defende o isolamento social e oriente as pessoas a ficarem em casa. De acordo com as últimas informações do Ministério da Saúde, São Paulo é o estado com mais casos confirmados e mortes causadas pela Covid -19: 304 óbitos e 4.866 casos até esta segunda.

Assista à íntegra da entrevista com governador de São Paulo, João Doria: