Eleitores terão votos para derrotar Alcolumbre e quem mais decidir boicotar o país, diz Graeml

Presidente da CCJ do Senado afirmou que marcará sabatina de André Mendonça na semana que vem; programa ‘Os Pingos Nos Is’ comentou

  • Por Jovem Pan
  • 24/11/2021 20h27
Jefferson Rudy/Agência SenadoDavi Alcolumbre é presidente da CCJ do Senado

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), indicou, nesta quarta-feira, 24, que o colegiado fará a sabatina do ex-advogado-geral da União André Mendonça na semana que vem, período do esforço concentrado designado pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A data não foi anunciada, mas o comandante da CCJ deve definir o calendário nos próximos dias. Alcolumbre trava a sabatina de Mendonça há mais de quatro meses – ele foi escolhido por Bolsonaro para o STF no dia 13 de julho. “Vou seguir integralmente a decisão do presidente Rodrigo Pacheco para, no esforço concentrado, fazermos a sabatina de todas as autoridades que estão indicadas na comissão. Vamos fazer um calendário, já que o esforço é segunda, terça, quarta e quinta”, declarou.

Durante sua participação no programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan News, Cristina Graeml afirmou que Alcolumbre “talvez não esteja preparado para ser senador” e não tenha entendido o cargo que ocupa. “Aí ele vem falar que tem votos para derrotar [a indicação], como se isso fosse uma vitória. Nós, os eleitores, temos votos para derrotar ele e os demais senadores que decidirem ficar boicotando pautas importantes para o país”, disse. “Está cada dia mais claro quem merece e quem nao merece a confiança do eleitor”, completou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta quarta-feira, 24, na íntegra: