‘Infelizmente parte da igreja católica virou ideológica e militante’, diz Ana Paula

Arcebispo de Aparecida do Norte criticou fake news e armamento durante sermão; comentaristas do programa ‘Os Pingos Nos Is’ analisaram o discurso

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2021 20h52
ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDODom Orlando Brandes criticou armas e fake news

O arcebispo de Aparecida do Norte, Dom Orlando Brandes, criticou as fake news e se posicionou contra o armamento durante sermão na missa de Nossa Senhora Aparecida nesta terça-feira, 12. O religioso disse que “para ser pátria amada não pode ser pátria armada”, citando o slogan do governo federal.  “Para ser pátria amada seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma república sem mentira e sem fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade. Todos irmãos construindo a grande família brasileira”, pediu Brandes.

Durante sua participação no programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, Ana Paula Henkel respondeu a declaração de Brandes. “A gente responde a fala do arcebispo e volta com uma pergunta: o senhor está falando também com os bandidos, as milícias, as forças do mal que andam armadas até os dentes? Enquanto o cidadão de bem que quer proteger sua família, sua propriedade, não tem sequer o direito de passar por um treinamento adequado”, disse. “Infelizmente parte da igreja católica virou ideológica, militante, que fica aí com esses discursos ideológicos para a bolha progressista”, opinou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta terça-feira, 12, na íntegra: