Exclusivo: Mourão elogia relação entre Brasil e Argentina e diz que Bolsonaro e Fernández devem se encontrar

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2019 15h37
Flickr/Palácio do PlanaltoO vice-presidente da República, Hamilton Mourão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, deu uma entrevista exclusiva à Jovem Pan que será exibida nesta segunda-feira (16) no programa Os Pingos nos Is. Em conversa com José Maria Trindade, Augusto Nunes e Felipe Moura Brasil, o general fez um balanço de seu primeiro ano no governo, especialmente na área das relações internacionais.

“A primeira coisa desse ano foi definir com o presidente [Jair Bolsonaro] o espaço de manobra que eu teria como vice-presidente — uma vez que a Constituição não atribui nenhuma missão específica à figura do vice, como em outros países ocorre. Como consequência, tive um desempenho mais ligado à área externa, por meio das comissões que presido”, disse, citando relações com a China, a Rússia, a Nigéria e os Estados Unidos.

Em relação à Argentina, onde participou recentemente da posse do presidente Alberto Fernández, Mourão se mostrou confiante no futuro do relacionamento entre os dois países.

“Tive a melhor das impressões [na posse] também, principalmente pela questão do pragmatismo flexível. Nosso relacionamento vem desde o século 19, existe uma simbiose, uma interdependência muito grande entre os dois países, fruto das relações diplomáticas, politicas e comerciais que vieram ocorrendo. A partir deste momento, ficou claro que Fernández e Bolsonaro chegaram à conclusão que as pontes têm que ser mantidas. Dessa forma eu fui recebido em Buenos Aires. Senti um clima agradável, conversei com o embaixador. Portanto, vejo de forma muito positiva e promissora essa relação. Brevemente os dois presidentes se encontrarão.”

A entrevista completa vai ao ar a partir das 18h em Os Pingos nos Is.