‘Não quero que a gente cometa injustiça com servidores públicos’, afirma Bolsonaro

Presidente disse que reajuste para policiais federais está suspenso e destacou que decisão sobre salários ainda não foi tomada

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2022 21h27 - Atualizado em 19/01/2022 21h28
YouTube Jair Bolsonaro em Os Pingos Nos Is Jair Bolsonaro em Os Pingos Nos Is

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quarta-feira, 19, que o reajuste salarial para policiais federais está suspenso e afirmou que “não quer cometer injustiça” com os servidores públicos. “Está reservada uma parcela em torno de R$ 1,8 bilhão para reajuste de servidores. Há uma grita de maneira geral porque a intenção inicial foi, sim, não vou negar, reservar algum reajuste para policiais federais, rodoviários federais e o pessoal do Depen. Isso está suspenso, estamos aguardando o desenlace das ações”, declarou em entrevista ao programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News. “Ou seja, a gente pode fazer justiça com três categorias, não vai fazer justiça com as demais, sei disso, mas fica aquela velha pergunta a todos: vamos salvar três categorias ou vai todo mundo sofrer no corrente ano?”, questionou. “O tempo vai dizer o que a gente vai decidir aqui. O que eu não quero é que a gente cometa injustiça perante o servidor público. Reconhecemos o trabalho dos servidor, reconhecemos a defasagem, a inflação foi pesada, mas foi um preço muito alto para nós a questão da pandemia. Eles merecem um reajuste, não tem folga no orçamento para o corrente ano”, concluiu Bolsonaro.

Assista à entrevista completa no programa Os Pingos Nos Is: