Presidente da CPI da Covid do RN diz que Consórcio Nordeste deveria ser investigado no Senado

Deputado Kelps Lima afirma que dinheiro para compra de respiradores foi desviado; assista à entrevista completa

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2021 20h15
Divulgação/Assembleia Legislativa do RNKelps Lima é presidente da CPI da Pandemia na Assembleia Legislativa do RN

Presidente da CPI da Covid-19 na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) afirmou nesta sexta-feira, 15, que o Consórcio Nordeste deveria ser investigado na CPI que corre no Senado. “Eu não tenho dúvida de que houve um dos maiores roubos durante a pandemia, ocorrido durante uma operação desastrada do Consórcio Nordeste”, disse o parlamentar em entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan. “Nos causa estranheza essa investigação não correr no Senado. A investigação é muito objetiva. O acesso aos documentos demonstra que o dinheiro foi literalmente roubado”, declarou. Nesta quinta, a CPI da Covid do RN aprovou a quebra dos sigilos telefônico, telemático, bancário e fiscal de Carlos Gabas, secretário-executivo do Consórcio.

Os deputados investigam a compra de respiradores durante a pandemia, que não se concretizou, mas custou R$ 48 milhões. “Esse dinheiro foi desviado. Já há comprovação, delação premiada, os documentos são estarrecedores”, disse Lima. O deputado afirma ainda que houve negociação de mais de 50% do valor para pagamento de propina. “É dificil a gente ter essa investigação se o relator é pai de um dos governadores do nordeste”, afirma o parlamentar, em referência a Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19, que é pai do governador do Alagoas, Renan Filho. “Eu defendo que essa investigação, tão logo ela seja concluída, seja federalizada”, concluiu. 

Assista à entrevista completa no programa “Os Pingos Nos Is”: