Prisão de Daniel Silveira abriu precedente perigosíssimo; não há o que comemorar, diz Ana Paula

Alexandre de Moraes revogou prisão do deputado nesta segunda-feira; programa ‘Os Pingos Nos Is’ comentou a decisão

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2021 19h54
Michel Jesus/Câmara dos DeputadosDaniel Silveira não poderá acessar redes sociais

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta segunda-feira, 8, a soltura do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por ataques a ministros da Corte. A decisão substituiu a prisão por medidas cautelares a serem cumpridas pelo parlamentar, como a proibição do uso das redes sociais. Além disso, ele não poderá ter qualquer tipo de contato com os investigados nos inquéritos das fake news e da organização de supostos atos antidemocráticos, salvo outros parlamentares. “Destaco que o descumprimento injustificado de quaisquer dessas medidas ensejará, natural e imediatamente, o restabelecimento da ordem de prisão”, decidiu Moraes.

Para Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan News, não há o que comemorar. “Não tem absolutamente nada para ser comemorado. Foi uma prisão arbitrária, inconstitucional, que foi chancelada de maneira completamente equivocada pela Câmara. Que bom que o deputado pode voltar para casa. Teria que ser um dia feliz, mas eu não vejo esse ponto. É uma prisão ilegal, que abriu um procedente perigosíssimo, não apenas para deputados e senadores, mas também para o cidadão comum”, afirmou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta segunda-feira, 8, na íntegra: