‘Querem me sufocar financeiramente para que eu deixe o canal’, diz youtuber alvo de bloqueio do TSE

Ministro do Tribunal determinou que redes sociais bloqueiem repasse de verbas para canais investigados por fake news; Barbara Destefani, do canal ‘Te Atualizei’, deu entrevista à Jovem Pan

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2021 20h08 - Atualizado em 17/08/2021 20h41
ReproduçãoBárbara Destefani, do canal Te Atualizei, falou ao programa Os Pingos Nos Is

O ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que as redes sociais bloqueiem o repasse de verbas para canais investigados por disseminarem supostas fake news sobre o sistema eleitoral brasileiro. Bárbara Destefani, dona do canal “Te Atualizei” – que tem mais de 1,3 milhão de inscritos no YouTube – foi uma das afetadas pela decisão. Em entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, ela disse que não sabe porque está sendo investigada e criticou o bloqueio. “Foi colocado lá [na decisão do ministro] que as pessoas se colocam como analistas políticas, como se isso fosse um crime. Não é o meu caso, eu nunca enganei ninguém, eu nunca me coloquei como uma grande filósofa contemporânea. Sempre falei: eu sou uma dona de casa que gosta de política. Eu não sou uma analista política, eu sou uma cidadã curiosa”, afirmou.

Bárbara disse que teve acesso à decisão, mas que ainda não recebeu nenhuma notificação do TSE ou do YouTube. Ela afirmou ainda que o canal é sua única fonte de renda e que não tem um plano B caso as verbas sejam bloqueadas. “A minha única fonte de renda era o meu canal, que em breve será bloqueado. Eles querem me sufocar financeiramente para que eu não consiga me dedicar ao canal. O que eles querem é que eu não faça mais. Para mim isso está muito nítido. Querem que eu pare de falar. Não só eu, várias outras pessoas”, completou. 

Assista a entrevista completa no programa “Os Pingos Nos Is” desta terça-feira, 17: