Trindade defende coerência de Bolsonaro: ‘Tem razão quando critica o tabu das urnas eletrônicas’

Comentaristas do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, repercutiram as manifestações do presidente Jair Bolsonaro que demonstrou descontentamento com a transparência do sistema eleitoral

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2022 19h01
Foto: Isac Nóbrega/PR Bolsonaro Presidente Jair Bolsonaro criticou o tabu da crítica às urnas eletrônicas no Brasil

Em meio a sua participação e discurso para investidores no 5º Fórum de Investimentos Brasil 2022, que ocorreu em São Paulo nesta terça-feira, 14, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a questionar a segurança das urnas eletrônicas e criticou a defesa incondicional deste método de votação. “Quem duvidar do sistema eletrônico, o candidato vai ter o registro cassado e preso. Eu sou obrigado a confiar? Eu posso apresentar falhas? Posso dizer, como as eleições de 2014 que, no meu entendimento técnico o Aécio [Neves] ganhou? Eu, técnico, com documentação que eu tenho do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) falando que eu ganhei no primeiro turno, não posso falar isso? Vão cassar meu registro?”, questionou o chefe do Executivo.

Durante sua participação no programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, o comentarista José Maria Trindade afirmou que o presidente Bolsonaro é “irritantemente coerente” e que há espaço para a discussão sobre as urnas eletrônicas. “Sobre este tabu [das urnas] que foi estabelecido no Brasil, não há na Constituição, ou na lei ou em lugar algum que a urna é uma excelência que foi indicada como ministra do Supremo Tribunal Federal. Ou algo acima de deputados, senadores, presidentes da República ou o cidadão”, alegou. O analista também disse que a urna eletrônica é “um meio” e não o fim em si e que, por isso, não sei faz uma crítica ao sistema político ao se posicionar de maneira contrária ao item. “Presidente tem razão quando critica o tabu das urnas eletrônicas”, argumentou.

Confira o programa desta terça-feira, 14: