‘Você vai acreditar em um instituto de pesquisa que falha há muitos anos ou nos seus olhos?’, questiona Ana Paula Henkel

Ex-presidente Lula chegou a 48% das intenções de voto, ante 27% do presidente Jair Bolsonaro, segundo o levantamento

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2022 18h55 - Atualizado em 26/05/2022 18h57
Montagem Jovem Pan- Isac Nóbrega/PR/Werther Santana/Estadão Conteúdo Jair Bolsonaro e Lula Lula e Bolsonaro polarizam a disputa pela presidência da República

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou a 48% das intenções de voto, ante 27% do presidente Jair Bolsonaro (PL), segundo a pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, 26. A diferença entre os pré-candidatos que polarizam a disputa presidencial subiu para 21 pontos percentuais. Esse é o primeiro resultado divulgado após o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) e o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) deixarem as pré-candidaturas ao Palácio do Planalto. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) aparece com 7%, seguido pelo deputado federal André Janones (Avante-MG) e pela senadora Simone Tebet (MDB-MS), que têm 2%. Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU) têm 1%. Felipe d’Avila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP), Eymael (DC), Luciano Bivar (UB) e General Santos Cruz (Podemos) não pontuam.

Para Ana Paula Henkel, comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, a pesquisa mostra números distantes da realidade. “Se formos seguir a premissa do Datafolha, na próxima olimpíada, em 2024, em Paris, eu tenho 437% de chance de ser campeã”, ironizou. “São mais de 20 pontos de vantagem. No entanto, não existem imagens do ex-presidiário e corrupto favorito do STF nas ruas, conversando com o povo, discutindo. É sempre em ambiente muito reservado e controlado. Você vai acreditar em um instituto de pesquisa que falha há muitos anos ou nos seus olhos?”, questionou.