Andressa Urach: ‘Se Deus não tivesse me resgatado, teria pulado do 7º andar’

Em entrevista ao Pânico, Andressa Urach falou sobre o passado e o novo livro, ‘Desejos da Alma’

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2019 14h13
Jovem PanAndressa Urach foi a convidada do Pânico nesta quarta-feira (9)

A ex-modelo Andressa Urach admitiu, em entrevista ao Pânico, nesta quarta-feira (9), que a religião salvou sua vida. “Se Deus não tivesse me resgatado, teria pulado do 7º andar do meu prédio”, afirmou.

Conhecida por trabalhos na TV e por ter participado do concurso Miss Bumbum, Urach se converteu após um problema de saúde com implantes de hidrogel nas pernas, em 2014, que a deixou em coma. “Precisei ter as minhas pernas podres [para mudar]”, lembrou. “Eu tinha buracos que cabiam uma mão. Foi muito difícil para aquela menina extremamente vaidosa”, disse.

Hoje, ela se arrepende do que fez no passado. “Eu era uma vergonha para a minha família, para o meu filho, uma mulher vulgar”, lamentou a ex-apresentadora. “Eu era tão vulgar, asquerosa e nojenta que não pensava nas consequências para o meu filho.”

No livro “Morri para viver”, de 2015, Andressa Urach detalha o processo que a fez mudar e conta como era sua vida antes da conversão. Ela relata que era viciada em cocaína, fazia programas e namorava com o chefe de uma facção criminosa. O ex-namorado foi executado com 70 tiros de fuzil. “Eu cheirava [cocaína] de manhã, de tarde e de noite para ser feliz. Tentava preencher o vazio com coisas e pessoas”, disse.

Ela acredita que se não tivesse mudado de vida, não estaria como está hoje. “Eu estaria num presídio ou num hospício. Nem viva eu estaria”, admitiu. “Se não fosse a fé que eu conheci, eu iria para o hospício”, afirmou, reforçando que foi salva. “O que eu encontrei, não tem cocaína que preencha”, garantiu. “Abri a Bíblia e tive um êxtase maior que a cocaína.”

Agora, Andressa Urach está lançando o livro “Desejos da Alma” para falar mais sobre a vida após a conversão. Na obra, ela admite que não é fácil lidar com o novo estilo de vida. “Eu achei que iria fazer tudo certinho como tinha que ser feito, mas meu coração me enganou”, afirmou.

“Eu sinto vontades, mas nego isso porque sei que a consequência vai ser ruim”, disse a ex-modelo. “Quando eu decidi me converter, abri mão da vida sexual ativa, foi difícil”, exemplificou.

Além de contar sua história, Andressa Urach ainda faz trabalhos sociais em presídios e com pessoas vulneráveis. “Deus me deixou viva para ajudar essas pessoas que se consideram perdidas como eu era. Eu não vim para os sãos, vim para os doentes”, explicou.