Augusto Nunes: ‘A Lava Jato mudou o Brasil’

  • Por Jovem Pan
  • 06/06/2019 14h13
Jovem PanAugusto Nunes foi o convidado do Pânico nesta quinta-feira (6)

O comentarista de Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, Augusto Nunes afirmou, em entrevista ao Pânico nesta quinta-feira (6), que a operação Lava Jato, da Polícia Federal, mudou a política brasileira. “Os políticos não entenderam que a Lava Jato mudou o Brasil”, disse o jornalista.

Para Augusto, a operação da PF provou que é possível, sim, punir políticos por seus crimes. “O Brasil mudou para sempre, descobriu que tem lugar na cadeia para todo mundo, até para o presidente da República”, afirmou o comentarista, fazendo referência à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Falando sobre o atual momento político do país, Augusto Nunes ressaltou que o início de mandato do presidente Jair Bolsonaro é diferente do usual. Ele elogiou duas escolas ministeriais do capitão reformado. “Ele fez dois acertos óbvios: o Paulo Guedes [ministro da Economia] e o Sergio Moro [ministro da Justiça]”, disse.

O jornalista exaltou o projeto anticrime apresentado por Moro. “Se ele [Bolsonaro] não descumprir a promessa de deixar os dois [Guedes e Moro] trabalhar, ele vai dar ao Brasil o primeiro plano efetivo de segurança pública”, afirmou. O pacote, no entanto, passa por dificuldades para ser aprovado no Congresso. “O Congresso tem resistência ao projeto anticrime porque tem medo da Lava Jato. Eles [políticos] estão enrolados com a Lava Jato”, comentou Augusto.

Educação

Augusto Nunes também falou sobre a crise na educação e afirmou que as universidades ferais são “fábricas de analfabetos funcionais”. “O texto está cada vez pior, ainda mais com essa linguagem da internet”, reclamou.

Ele criticou as discussões ideológicas em torno do tema. “Você perde muito tempo com discussões cosméticas, políticas e ideológicas”, afirmou. O jornalista ainda ressaltou que a educação deveria a prioridade de todos os governos. “Se você dá ênfase na saúde, você corre o risco de formar gerações de bestas quadradas saudáveis. Se você educa direito, o cara aprende em um mês que ele tem direito a uma saúde de qualidade.”