Carlinhos Brown sobre ‘The Voice’: ‘Tem candidato melhor que os jurados’

Carlinhos Brown foi o convidado do Pânico nesta sexta-feira (14)

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2020 14h07 - Atualizado em 14/02/2020 14h26
Jovem PanCarlinhos Brown foi o convidado do Pânico nesta sexta-feira (14)

Carlinhos Brown afirmou, em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (14), que é “muito difícil” julgar os candidatos do “The Voice“, programa da Globo do qual ele é jurado.

“O dom é injulgável”, disse, confessando que muitos dos candidatos são “melhores que os jurados”. “Tem cantor ali que eu nunca vou ser e quem tá ali sentado nunca vai ser”, explicou.

O músico disse ainda que nunca virou a cadeira para ninguém apenas por pena. “Nunca virei por dó, mas por talento e por imaginar que a pessoa pode crescer”, disse, explicando que os cantores selecionados pelo “The Voice” passam a ter acompanhamento de profissionais e, por isso, evoluem muito.

Carnaval

Também na entrevista, Carlinhos Brown falou sobre o Carnaval. Ele abre a folia em Salvador, no dia 20. “O Carnaval é um lugar onde é proibido proibir. É um ambiente forte de discussão onde as pessoas estão dançando, mas vão guardar coisas dali”, explicou.

E falou sobre a importância da música para a Bahia. “A música na Bahia é um sustentáculo da educação. A educação musical é um tipo de norte. A música é forte para a gente porque a gente consegue ter uma aproximação social e falar melhor com outras partes do mundo”, afirmou Brown.

Rock in Rio

No papo, Carlinhos Brown ainda lembrou de quando levou garrafadas em um show no Rock in Rio, em 2001. “No caso do Rock in Rio, era necessário, eu também provoquei aquilo”, admitiu.

“Os roqueiros me fizeram conhecido no mundo inteiro, eles não esperavam que esse mesmo movimento me levaria ao Sepultura”, disse, lembrando da participação no álbum “Roots”, que a banda brasileira gravou em 1996.

“Esse não é um país de um estilo, é um país de diversidade, de compreensão”, finalizou Carlinhos Brown.