Celso Zucatelli, um dos apresentadores do “Hoje em Dia”, afirma: “a gente tem que topar tudo”

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2014 13h58
Juliana Blume / Jovem Pan

O jornalista Celso Zucatelli foi o convidado do Pânico, nesta terça-feira (18). Experiente cobrindo todo o tipo de evento, ele está no ar, atualmente, como um dos apresentadores do programa “Hoje em Dia”, da Record. Como o próprio explicou: “a gente tem que topar tudo nessa área, encarar qualquer missão”.

“É uma maneira de comunicar conversando, é muito legal. Mais da metade do programa é jornalismo, só que não é careta. Funciona”, explicou.

Em 2011, a atração cometeu uma gafe gigantesca, ao anunciar a morte de Amin Khader – que depois se provou falsa. “Eu comecei o programa do dia seguinte pedindo desculpa. O que a gente fez depois disso foi apontar o que aconteceu de errado ali. O esquema de trabalho mudou. É assim que você consegue credibilidade”, falou, sobre o ocorrido.

Um dos assuntos do momento é o flagra de Marcelo Adnet, que é casado com Dani Calabresa, aos beijos com loira no Rio de Janeiro. Sobre isso, Zucatelli foi bem claro: “não adianta, a pessoa ficou pública, isso acontece. Virou Vidraça. Você pode não concordar, não deveria acontecer, mas é um fato”.

No caso do famoso “merchan”, Celso, embora não descarte fazer no futuro, é taxativo: “hoje não é minha proposta ou minha ideia”.

Zucatelli é conhecido por levar o seu cachorro, Paçoca, nas gravações. Ele explicou que o animal o acompanha em todo lugar e, devido à fama, chegou a ser convidado para participar de comerciais: “nós já fizemos alguns, que estão no ar”.