Daniel emociona ao lembrar de João Paulo: “com o passar do tempo sinto mais a presença dele”

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2017 14h06
Johnny Drum/ Jovem Pan

Há 20 anos, a música sertaneja perdeu uma grande voz: João Paulo, que ao lado de Daniel, formava uma das maiores duplas musicais do gênero. Convidado do Pânico na Rádio desta sexta-feira (27), Daniel lembrou do amigo e emocionou ao dizer que ainda sente a presença do músico quando canta.

“Com o passar do tempo você vai amadurecendo, ficando mais sensível… sinto mais a presença dele. Não tem um dia que eu não lembre dele e não reze por ele”, falou. “Essa energia [de João Paulo] me fortalece. É um cara que está aqui”, emocionou.

Na bancada do Pânico, Daniel ainda aprovou a “nova geração” de sertanejos que estão surgindo, como a onda do “feminejo”. “Gosto da Marília Mendonça. Ela tem um super talento que é natural, um grande diferencial”, falou.

E fora do sertanejo, Daniel admitiu que há gêneros musicais que ele evita ouvir, como é o caso do funk. “Eu respeito e tenho contato [com as músicas], mas não gosto de ficar ouvindo”, disse. “Não é a minha praia… gosto de conteúdo de letra e de melodia, sou saudosista”, explicou.

Mas apesar de não ser muito chegado no universo do funk, o cantor não descarta uma parceria com os maiores nomes do ritmo, como Anitta, Pabllo Vittar e Ludmilla. “Faria com o maior prazer. Música é música e, principalmente no Brasil, é super importante unir os ritmos”, falou.

Teleton

Pelo 20º ano, Daniel segue como padrinho do Teleton, que será transmitido nesta sexta e sábado (27 e 28) no SBT. Para a edição de 2017, o projeto pretende arrecadar R$28 milhões em doações.

“Ano passado batemos a meta de quase R$28 milhões”, falou. “São 12 unidades da AACD e fazem os cálculos em cima do que precisam para se manter por um ano”, explicou.