Danton Mello revela vontade de trabalhar com Selton: “é uma grande referência para mim”

  • Por Jovem Pan
  • 11/04/2014 14h21
Jovem Pan

O sucesso é de família: tanto Danton como Selton Mello entraram, nos últimos anos, no topo da lista dos nomes mais populares da televisão, do cinema e do teatro brasileiros. Mas, por incrível que pareça, eles nunca fizeram nenhum trabalho significativo juntos. Em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (11), o caçula falou sobre o assunto, ressaltando a admiração que tem pelo irmão e revelando que pretende, sim, atuar ao lado dele em um futuro próximo. 

“Fazíamos comerciais juntos quando começamos. Aí ele foi chamado para fazer Corpo a Corpo, em 1984, e eu para A Gata Comeu, em 1985. Depois, eu emendei uma novela na outra, como Tieta e Vale Tudo, e ele fez mais cinema e teatro. Cada um acabou trilhando um caminho”, disse. “Nós nos damos muito bem, o Selton é um grande amigo, um grande parceiro. Eu queria muito trabalhar com ele, já pensei em muitos trabalhos, mas nunca rolou. E tem tanto filme com irmãos por aí, como ninguém nunca teve ideia de nos chamar? Sou fã dele, é uma grande referência para mim”, completou. 

Atualmente, porém, não cabe mais nenhum trabalho em sua agenda. Danton está em cartaz no teatro com a peça 39 Degraus (adaptação do clássico homônimo de Alfred Hitchcock), na televisão com Tá no Ar (novo projeto da TV Globo) e em breve poderá ser visto também no cinema com Super-Pai

“Uma coisa que gosto de fazer e não faço há muito tempo é novela. Minha última foi Tempos Modernos, em 2009. Quando soube que ia estrear a nova do Benedito Rui Barbosa (Meu Pedacinho de Chão) fiquei com certo ciúme, queria fazer”, contou. 

Aproveitando o rumo da conversa, ele falou sobre sua relação com a TV Globo, emissora com a qual continua contratado. 

“Sou contratado da TV Globo ainda. Sempre sou chamado para bons trabalhos lá, nunca recusei nenhum. Para não falar que nunca recusei nenhum, recusei ano passado o Junto e Misturado, mas só porque ia começar a filmar no cinema”, afirmou. 

Em seguida, foi questionado a pontuar seus maiores ídolos na profissão e não hesitou em responder. 

“Sou muito fã do Tony Ramos. Sou muito focado, concentrado, disciplinado. Sou da escola dele. Amo o que faço, como ele. Ele é generoso, chega na hora, sabe texto. E ainda é querido! É um piadista, está concentrado, mas na pausa das cenas faz brincadeiras, deixa o set mais leve. Não tem nenhum estrelismo”, elogiou. 

Por fim, o ator – que está com alguns quilinhos a menos e aparência bem mais nova – revelou que investiu em dieta pesada para se transformar dessa maneira. 

“Fui fazer check-up e tomei um cartão vermelho do médico. Sou sedentário, fumante, f… (risos). Ele falou ‘ou você muda ou não vai durar muito’. Perdi 16 quilos só com alimentação. Eu fui radical, levei um puta susto. Comia muita pizza, muita massa à noite, muito chocolate, muita cachaça…”, finalizou. 

Ouça a íntegra no áudio.