Delegado alerta para alta de assaltos em SP e dá dicas para prevenir invasão de aplicativos de banco

‘O ladrão gosta de pegar o celular aberto, rapidinho ele consegue transferir o seu dinheiro’, advertiu o Nico Gonçalves em entrevista ao Pânico

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2022 16h17 - Atualizado em 17/05/2022 16h18
Reprodução/Pânico Delegado Nico no Pânico Delegado Nico foi o convidado do programa Pânico desta terça-feira, 17

Nesta terça-feira, 17, o programa Pânico recebeu o delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Osvaldo Nico Gonçalves, conhecido como Delegado Nico. Em entrevista, ele alertou para a alta de assaltos em São Paulo e deu dicas para a prevenção da invasão de aplicativos de bancos, prática que vem sendo feita por assaltantes para fazer transferências e empréstimos de alto custo. “Esse Pix trouxe umas consequências difíceis, né? Todo mundo agora quer ter um Pix para passar. Recomendo ter dois celulares, como falei aqui. Fazer um contato com o seu gerente do banco, falar que pode passar até tal limite”, disse. “O ladrão gosta de pegar o celular aberto, rapidinho ele consegue transferir o seu dinheiro. Para conseguir informações de bancos digitais é um parto. Se ajudassem um pouquinho mais, seria melhor, mas estão conseguindo salvar alguma coisa. Ele desmonta o celular e vende. Como no caso do Senegal, vendem lá. A gente trabalha muito e você vê que não para”, alertou sobre a tática dos criminosos.

Nico ainda relatou sobre o dia a dia da polícia em São Paulo e suas maiores dificuldades no combate ao crime. “O pessoal não dá essa importância. O bandido tem medo da polícia porque nós vamos, chegamos e prendemos. Ele não tem medo da Justiça, pois a Justiça está do lado dele. Tem que mudar as leis”, afirmou. “A polícia nunca recebeu tanto equipamento quanto agora. No salário, teve um reajuste agora, mas não foi o esperado. Temos viatura, temos tudo, mas está faltando 15 mil homens na Polícia Civil“, concluiu.

Confira na íntegra a entrevista com Delegado Nico: