"Dercy Gonçalves e Chacrinha foram perseguidos única e exclusivamente porque eram originais", diz Stepan Nercessian

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2015 12h46
Amanda Garcia/Jovem Pan<p>Stepan Nercessian dá vida ao Chacrinha em novo musical</p>

O ator Stepan Nercessian contou uma série de curiosidades da carreira de Abelardo Barbosa, o famoso Chacrinha, durante entrevista ao Pânico desta quinta-feira (2). “Ele foi muito perseguido, não só pelo tradicionalismo, censura e Igreja. Alguns artistas como Dercy Gonçalves e Chacrinha foram perseguidos única e exclusivamente porque eram originais”, defendeu o ator que interpreta o ícone da televisão brasileira em um musical. 

O ator considera que o Velho Guerreiro revolucionou a televisão brasileira, sobretudo, ao deixar como herança shows mais populares. “Antes dele era todo mundo smoking e gravata borboleta”, recordou o artista que já foi deputado estadual e vereador no Rio de Janeiro

“Ele não admitia falhas, se visse uma chacrete com a meia rasgada ele ficava louco”, falou Nercessian. Outro episódio recordado por ele foi um concurso para descobrir qual cachorro tinha mais pulgas. “A Rede Globo ficou interditada por dez dias”, contou às gargalhadas para equipe de Emílio Surita. 

A rivalidade pela audiência com o também apresentador Flávio Cavalcanti era uma grande dor de cabeça para Chacrinha, nos relatos de Nercessian. “Essa disputa causava angústia. O Cachrinha era obssessivo por audiência”, definiu. “Outra obsessão dele era a perseguição”, completou. 

O ator Diego Campagnolli, também presente na entrevista, contou que a produção tem qualidade similar às peças produzidas aos musicais da Broadway, nos Estados Unidos. Campagnolli vive Dercy Gonçalves na montagem.