Eduardo Martini: “Eu não sou malhado, não sou bonito, como é que eu fico?"

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2014 14h04
Jovem Pan

Márcia Manfredini e Eduardo Martini foram os convidados do Pânico nesta sexta-feira (21). A dupla de atores falou sobre a peça “Cada Um Tem o Anjo que Merece”, em cartaz no teatro Itália, em São Paulo.  O espetáculo retrata com muito humor o relacionamento de um casal juntos há 20 anos à beira da separação. Um anjo surge na vida dos dois para tentar ajuda-los e começa a confusão. “O anjo é meio torto, faz algumas trapalhadas, e tira sarro do casal”, afirmou Eduardo.

O ator também falou sobre o atual quadro da televisão e do teatro brasileiro e criticou o movimento que só prioriza jovens atores e passam a desvalorizar os mais velhos. “Só jovem é que da ibope? É mentira, Paulo Goulart por exemplo, era um ator de primeira e não protagonizou nenhuma novela depois dos 59 anos. Aqui no Brasil o jovem galã é muito valorizado”, disse. E completou: “Eu não sou malhado, não sou bonito, como é que eu fico? O trabalho da gente é todo dia não é brincadeira, não é mole”.

Sobre relacionamentos a dupla diverge de opinião em relação à traição. “Se eu pegar acaba tudo”, afirmou Márcia. Já Eduardo disse que não teria problema em perdoar. “Fidelidade é diferente de lealdade. Eu perdoaria sim”.  Porém, quando o assunto é dinheiro, os dois pensam de maneira igual. “O dinheiro causa muito estresse entre um casal. É mais fácil um casal de periferia, acostumado a viver sem dinheiro ficar junto, do que um de classe média alta que se acostuma a um padrão Márcia Manfredini e Eduardo Martini entrevistados no Pânico na Rádioe depois fica sem grana”, afirmou Márcia.

Para finalizar Eduardo comentou sobre sua personagem Neide que fez muito sucesso no programa de Hebe e rende muitas risadas ainda hoje. “Neide era senhora aquela senhora que falava de auto ajuda só que ao contrário.”  Marcia que compõe o elenco do seriado “A Grande Família” confirmou que 2014 é o último ano do programa.