Léo Lins já teve shows censurados em 25 cidades: ‘Fico tranquilo porque não partiu do povo’

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2019 14h28
Jovem PanLéo Lins foi o entrevistado do Pânico nesta quarta (6)

Léo Lins segue com a apresentação do seu show Bullying Arte, que acabou de completar 100 cidades visitadas. Dessas, 25 ele teve problemas, seja com processos ou ameaças de censura.

“Na maioria das vezes [os processos] partiram de políticos, prefeitos, deputados ou governadores. Com isso eu fico tranquilo, na hora que partir do povo é porque realmente não me querer lá”, contou em entrevista ao Pânico nesta quarta-feira (6).

O humorista relembrou de uma situação específica em que sofreu agressão física enquanto conversava com um fã na padaria. “Tomei uma paulada na nuca, pelas costas, e foi tão surreal que eu achei que era zoeira.” Léo chegou a pensar em processar o agressor, já que conseguiu identificá-lo após compartilhar na web imagens do rosto da pessoa, mas desistiu.

Apesar das censuras e atos de repúdio ao seu estilo de humor, Léo Lins afirmou que não fica se policiando na hora de contar piada e o que vale é o eu feeling de que a piada é engraçada ou não.

“Meu filtro é ser engraçado, meu filtro não é ‘será que alguém vai se ofender’ porque se pensar isso eu não faço piada. (…) Eu faço o que acho engraçado e o que quero. Deixo minhas piadas filtrarem o público, não o contrário.”