‘Está perigoso, Raissa deveria ser retirada de A Fazenda’, diz Dr. Borzino sobre Borderline

Em entrevista ao programa Pânico, o médico explicou os riscos do diagnóstico; apresentador Victor Sarro afirmou que outros peões provocam a modelo para ‘tirá-la do eixo’

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2020 15h03 - Atualizado em 26/10/2020 15h27
Reprodução/Instagram/raissabarbosaoficialA modelo Raissa Barbosa tem o diagnóstico do transtorno de personalidade Borderline

A participação da modelo Raissa Barbosa na 12ª edição de ‘A Fazenda‘ tem gerado polêmica dentro e fora do reality – e, principalmente, nas redes sociais. Em 16 de setembro, após a peoa protagonizar discussões, ataques de raiva, perder a paciência e questionar, repetidamente, votos e atitudes dos outros participantes, os administradores do perfil oficial que representa Raissa no Twitter publicaram um post afirmando que ela sofre de transtorno de personalidade Borderline. Em entrevista ao programa Pânico nesta segunda-feira, 26, o médico João Borzino e Victor Sarro, apresentador das atrações digitais de ‘A Fazenda’, repercutiram o assunto.

“Borderline é um transtorno de personalidade que, geralmente, se manifesta durante a fase da adolescência e se resume no ‘sofrer e fazer sofrer’. Ele atinge, em sua imensa maioria, mulheres. As pessoas diagnosticadas possuem uma grande instabilidade de humor, são muito impulsivas e se sentem rejeitadas a todo o tempo, além de não saberem lidar com a frustração. Desta forma, para se defender, muitas delas atacam os outros ou direcionam a violência para si mesmas”, explicou Borzino.

Para Victor Sarro, os sinais do transtorno se tornaram evidentes durante a exibição do programa. “Quando  confrontada no reality, ela explode. Já jogou água no rosto dos outros participantes e até mesmo partiu para cima de alguns deles durante as brigas. Por ela ter Borderline, os peões a chamam de louca, mas o público está comprando essa briga e, atualmente, ela é uma das favoritas para ganhar o prêmio”. O apresentador ressalta que os participantes estão se esforçando para “provocar” Raissa. “O pessoal percebeu que existem certas situações que tiram a peoa do eixo e, por isso, estão a provocando na tentativa de que ela agrida alguém e seja expulsa do jogo”.

“Pelo lado clínico, a situação está perigosa para caramba, a Raissa deveria ser retirada do programa”, opinou Borzino durante a conversa. De acordo com o médico, os medicamentos são “muito limitados” e o clima que está sendo criado contra a peoa no reality show pode acionar gatilhos relacionados à violência, como o incentivo a agressões físicas contra terceiros, a automutilação, depressão e, até mesmo, comportamentos suicidas. No entanto, para Sarro, será muito difícil que a produção retire a modelo porque “o programa está com a audiência muito boa”.

Confira a participação de Dr. Borzino e Victor Sarro