"Stand-up já está separando os meninos dos homens", diz Dinho Machado

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2014 13h43
Jovem Pan

Formado em artes cênicas, Dinho Machado descobriu cedo que, na carreira de ator, é preciso ser versátil. “Eu fiz drama grego e umas peças indianas”, contou o humorista em entrevista ao Programa Pânico.

Ele entrou no stand-up por um caminho pouco comum.  “Comecei no teatro corporativo. Para não ficar aquela coisa chata, eu colocava umas piadas”, disse. “O stand-up já está separando os meninos dos homens”, disse sobre a banalização do estilo. Para se sobressair, Dinho juntou as piadas e a música em seu show “Um Gordinho e um Violão”, que estará em cartaz em São Paulo, em abril. “Eu precisava fazer algo diferente”, acrescentou.

Ele falou ainda sobre o chamado “humor de bordão”, muito criticado por parte dos comediantes. “Eu acho imprescindível”, opinou. E acrescentou: “Eu faria Zorra Total sem problemas”.“Stand-Up já está separando os meninos dos homens”, diz Dinho Machado

No final do ano passado, Dinho se apresentou no Japão junto dos amigos Fábio Porchat, Paulinho Serra e Luiz França. “Os brasileiros lá acompanham tudo o que acontece aqui”, afirmou. “Alguns japoneses iam assistir só pra ver como é”. 

No programa, ele falou também sobre o lugar mais estranho onde já se apresentou, imitou a Alcione e fez versões caipiras de sucessos do sertanejo universitário. Ouça a íntegra da entrevista!