Fernanda Souza diz que Tiago Leifert a deu empurrão para ser apresentadora: “botou pilha”

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2017 14h32
Johnny Drum/ Jovem Pan

Fernanda Souza é lembrada por muitos como a eterna Mili de “Chiquititas”. A atriz, que despontou na novela, encarou um novo desafio em 2016 e se consagrou como apresentadora do Multishow à frente do “Vai Fernandinha” – que retorna com a 2ª temporada dia 12 de junho. No Pânico na Rádio desta quinta-feira (4), a atriz contou sobre o projeto e disse que só seguiu o caminho diferente depois de conselho que recebeu de Tiago Leifert.

Fernanda contou que o “empurrão” para seguir seu lado de apresentadora veio de Tiago Leifert enquanto apresentavam o “The Voice Brasil” na Globo. “Ele me botou muita pilha e disse que eu deveria correr atrás”, lembrou. Dito e feito. Quando estava para se desligar da emissora, decidiu apresentar um projeto de programa que acabou tomando forma como o “Vai Fernandinha”.

“Eu quis apresentar um projeto, mas na verdade não tinha projeto nenhum”, contou aos risos. “Como [o diretor] gostava de como eu falava no Snapchat ele queria que fosse mais careta e me ajudaram a formar”, disse ao afirmar que participa de todas as etapas do programa – desde roteiro as hashtags e convidados. “Me deixam fazer tudo. Eu digo que [o programa] saiu do meu útero”, brincou.

A atriz ainda esclareceu que a casa usada nas gravações do programa não é sua e, inclusive, quase foi alugada para Justin Bieber. “Ele queria ficar na casa, mas não pode porque eu estava lá gravando”, lembrou.

Mas se hoje Fernanda vive uma ótima fase na carreira, a atriz deixa claro que não foi sempre assim. Ela contou que passou por uma fase complicada com o fim de “Chiquititas”, quando enfrentou um longo período sem trabalho, fazendo pequenas peças que mal davam para pagar as contas.

“Eu estava sem contrato, fazendo teatro e ganhava 30 reais por dia. Juntava tudo e no fim do mês pagava a conta do celular”, lembrou. “Vivia com dinheiro contado do mês”, falou. Foi só depois de algum tempo que a vida da atriz deu uma reviravolta e ela voltou à TV. Desde então, foram 18 anos na Globo que levaram à nova fase como apresentadora.

Ao longo dos anos de carreira, Fernanda Souza já mostrou muito de sua vida e disse se arrepender de um episódio em particular: quando falou sobre virgindade à revista Capricho na época de “Chiquititas”.

“Hoje eu não faria [isso]. Virgindade não é um assunto que se fale. Hoje se fala de tanta coisa que tem que se preservar”, defendeu.

E para contar histórias dos bastidores da fama, Fernanda Souza juntou todos os momentos em uma peça: “Meu Passado Não Me Condena”. “Às vezes damos entrevistas e as histórias nunca saem. É a chance de contar os perrengues que todo mundo acha que é glamour”, explicou. “[No espetáculo] me coloco igual as pessoas que é como eu quero que elas me vejam: como uma pessoa normal”, falou.

“Meu Passado Não Me Condena” está em cartaz em São Paulo no Teatro das Artes, no shopping Eldorado, toda sexta-feira às 21h30, sábado às 21h e domingo às 20h.