Humorista Júnior Chicó diz que fãs não acreditam que ele é gay: ‘Acham que é um personagem’

  • Por Jovem Pan
  • 03/05/2019 14h13
Jovem PanFábio Rabin e Júnior Chicó foram os convidados do Pânico nesta sexta-feira (3)

Um dos nomes mais promissores do humor pernambucano, Júnior Chicó teve de se assumir gay no palco para poder abordar os assuntos que queria falar em seu texto. Mesmo assim, muita gente ainda não acredita na orientação sexual do comediante. “Às vezes eu tenho que comprovar que sou gay. Muita gente acha que é um personagem”, contou em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (3).

Ao lado de Fábio Rabin, que está promovendo o novo show “Tá Embaçado”, Chicó explicou que não queria se assumir no palco, mas precisou fazer isso. “Quando decidi falar sobre ser gay no palco, foi mais para abranger outros assuntos que eu evitava porque não queria me assumir”, disse. Depois disso, ele passou a falar sobre temas como relacionamento. “Não queria mentir falando que me relacionava com uma mulher.”

No começo, o comediante não queria que seu show tivesse um momento de “saída do armário”, mas, novamente, viu que isso era necessário. “Eu não queria ter esse momento, mas fui falando e soltei [que era gay]. Perdi metade da plateia porque as pessoas pararam de prestar atenção”, contou, lembrando que a plateia ficava se perguntando se ele tinha dado a entender que era gay ou se eles tinham entendido errado.

Assim como não foi fácil se assumir nos palcos, revelar sua orientação sexual à família também foi uma tarefa complicada. “Contei para meus irmãos, mas minha mãe descobriu quando presenciou uma discussão com um ex-namorado”, revelou. Eles ficaram anos sem tocar no assunto. “Quando eu me assumi nos palcos, conversei com ela de novo [sobre a orientação sexual]. Hoje é muito de boa”, comemorou.

Para Fábio Rabin, que é uma espécie de padrinho de Chicó, o humorista conquista os mais variados públicos. “Ele consegue simpatia até do hétero preconceituoso porque ele é menos caricato”, explicou.