Joice confirma a existência de grupo que ‘frita’ autoridades: ‘Ataques coordenados’

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2019 13h11
Jovem PanDeputada comentou nomes envolvidos em matéria revelada por Felipe Moura Brasil

Ex-líder do governo no Congresso Nacional, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), confirmou, nesta segunda-feira (21), a existência de um grupo, dentro da ala bolsonarista, que age para destruir reputações e promover linchamentos virtuais de autoridades que discordarem do governo. A atuação deste grupo foi desvendada pelo jornalista Felipe Moura Brasil.

“Tudo começou com uma série de ataques nas redes, para moer Santos Cruz. Na verdade começou com Bebianno, depois passou ao Santos Cruz. Aí, quando atingiu ele, meu amigo, eu fui atrás, quis descobrir como se articulam esses grupos de gente que trabalha profissionalmente para atacar. De fato, existe grupo que faz esses ataques de maneira coordenada. Usam o mesmo meme, o mesmo ataque, de maneira pesada, com xingamentos, para esculhambar pessoa, e vai espalhando por grupos de WhatsApp que são ligados ao Instagram e outras páginas”, revelou, em entrevista ao Pânico.

Joice criticou a prática, que também atingiu o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e até o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. “Moro foi muito desgastado pela tropa. Não é a tia do WhatsApp que faz isso, isso não é moral, quando se envolvem assessorias que trabalham e recebem dinheiro publico, governo no meio… É óbvio que não posso concordar”, continuou.

Ela explicou que, até então, “não sabia quais pessoas controlavam” essa operação, mas que tudo ficou mais claro com a matéria de Felipe Moura. “Moralmente, isso não me desce, não vou concondar. Eu posso perder um milhão de seguidores, mas não perco a dignidade”, finalizou.