Joice Hasselmann diz que filhos de Bolsonaro impediram Mozart de assumir o MEC

Segundo Joice Hasselmann (PSL-SP), Mozart Neves não assumiu o MEC por causa de Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2020 13h59
Jovem PanJoice Hasselmann foi a convidada do Pânico nesta sexta-feira (7)

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) revelou, em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (7), que os filhos do presidente Jair Bolsonaro impediram que Mozart Neves assumisse o Ministério da Educação (MEC).

Segundo a parlamentar, Bolsonaro convidou Mozart para assumir a pasta. O convite foi aceito pelo educador após um trabalho de convencimento, mas ele nunca chegou a tomar posse graças a Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro.

“Nós fechamos o Mozart. Um dia antes [do anúncio], a informação vazou e os filhos atravessaram com o Vélez”, explicou Joice. Em vez de Mozart Neves, quem assumiu a pasta foi Ricardo Vélez Rodriguez.

Vélez deixou o MEC em abril do ano passado e foi substituído por Abraham Weintraub. Para Joice, o atual ministro não faz um bom trabalho. “Não acho que ele tem apresentado um bom resultado como ministro”, disse, comparando às performances de Paulo Guedes, da Economia; Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública; e Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura.

Apesar disso, a deputada é contra o impeachment de Weintraub. O pedido foi protocolado por um grupo de parlamentares no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana. Ela, no entanto, acredita que a situação seria diferente se Mozart Neves estivesse na pasta. “Certamente estaria melhor do que está”, afirmou.

Para Joice, não há a possibilidade de Mozart assumir o MEC. “Foi muita molecagem o que fizeram com ele”, lamentou. “Acho pouco provável, mas eu faria orações diárias para que ele voltasse”, disse Joice Hasselmann.