Marco Antonio Villa defende poder popular: "o PT vai cair por causa da nossa presença nas ruas"

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2016 14h21
Jovem Pan<p>Marco Antonio Villa discutiu o cenário político brasileiro no Pânico</p>

Às vésperas da votação do impeachment no próximo domingo (17), o Prof. Marco Antonio Villa esteve no Pânico desta sexta-feira (15) para esclarecer os possíveis rumos que o Brasil seguirá, além de fazer duras críticas à falta de oposição: “como é possível perder um debate eleitoral com a Dilma? O nosso grande desafio é o de criar uma elite política”.

De acordo com o historiador, a base do atual problema político brasileiro está na falta de uma oposição mais ativa. Para Villa, “o governo FHC deu um passo pra trás. A oposição não teve combatividade, e o PT ficou no poder até agora”.

As últimas manifestações populares foram imensas, com presença de milhões de brasileiros. Dessa forma, o poder das ruas se mostrou muito grande. Claro crítico do governo de Lula e Dilma, Villa acredita na força popular. “o PT vai cair por causa da nossa presença nas ruas e nas redes sociais”, decretou.

O pós impeachment

Com a votação do processo de impeachment acontecendo na Câmara no próximo domingo (17), Villa acha que existem chances de que a presidente seja, de fato, destituída do seu cargo.

Para ele, a questão que se coloca é: “vai ter reflexão por parte do eleitor?”. Segundo o historiador, a marcação será cerrada em cima do possível novo presidente, Michel Temer.

Sobre o governo de Temer, Marco Antônio Villa acredita que “ele sabe que a sobrevivência depende de um governo eficiente. O PT deixou a maior crise da história, não vai melhorar da noite para o dia, mas vai se criar uma expectativa, e a economia funciona assim, as pessoas vão voltar a confiar no governo”.