“Não sei mais ter uma vida normal, não lembro como era”, brinca Gabriela Pugliesi

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2015 14h44
Amanda Garcia / Jovem Pan<p>Blogueira esteve nos estúdios do Pânico nesta terça-feira (13)</p>

Referência no mundo fitness, Gabriela Pugliesi ostenta números impressionantes nas redes sociais, mais de 1 milhão e meio de seguidores no Instagram e uma legião acompanhando sua rotina no Snapchat.

Em entrevista ao Pânico nesta terça-feira (13), ela garantiu que tudo começou de forma muito despretensiosa, há cerca de quatro anos atrás. “Eu gosto muito de escrever, quando eu vi que as poucas dicas que eu dava estavam conquistando as pessoas, pensei em fazer o blog, foi de forma natural mesmo, bem caseira. Foi meio que um incentivo para mim também”, contou.

O sucesso foi tão grande que em apenas dois meses ela pediu demissão do antigo trabalho e resolveu investir na ideia como um negócio. Com a grande procura de marcas, no início ela chegou a ser chamada de “Publi”, por conta das publicidades em seus canais.

“Acho que as pessoas estão se acostumando de que é a minha fonte de renda, é o meu trabalho. Hoje em dia eu acho que é difícil eu pegar pilha. No início a gente não sabe muito como se comportar, mas eu fui amadurecendo, aprendi a ser mais tolerante, eu não posso exigir que todo mundo me ame ou me ache linda. Acho que já estou mais calejada. Sou bem desencanada quanto a isso, o que importa é você dormir com a consciência tranquila”, garantiu.

Viciada nas redes sociais, ela brinca que já se acostumou com tanta exposição e que isso já faz parte de sua rotina.

“É engraçado, às vezes, quando eu paro para pensar, enlouqueço! Fico: ‘gente, que loucura isso’. Eu não sei mais ter uma vida normal, não lembro como era. Eu até diminuí as postagens estes dias e as pessoas me cobraram muito, porque querendo ou não faz parte do meu trabalho, elas têm esse interesse em acompanhar. Mas acho que tem que ter um equilíbrio, quando eu estou com o meu namorado, tento usar menos”.

Dicas

Para ela, não há uma fórmula certa para a boa forma, mas que somente o tempo pode ensinar o que funciona ou não para cada um.

“O esquema é você conhecer o seu corpo e saber o que te deixa mais disposto, o que te faz ter energia suficiente e treinar legal é que é o importante para você. É muito individual isso. Já fiz de tudo, gente. Dieta da lua, do sol, dos pontos. Hoje em dia eu lido de forma muito mais tranquila com o meu corpo e com a minha alimentação. O meu ponto fraco, por exemplo, é doce, quando é pra comer eu avacalho mesmo, como uma barra de chocolate inteira”.

Feliz com o sucesso na carreira e na vida pessoal, ela garante que gosta de ser referência dos fãs e entende a importância do que faz.

“Eu gosto muito de incentivar neste sentido de que você não precisa de nada, você pode se exercitar em qualquer lugar. As pessoas gostam de arrumar desculpas para tudo e não tem isso. Só depende da gente. É uma mudança completa, não é só o corpo”, completa.