"O funk mudou a minha vida” diz MC Tikão após ser preso

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2014 13h35
Nathália Rodrigues/Jovem Pan

Desde criança o funkeiro MC Tikão convive com a música. Irmão de MC Frank, ele começou a cantar desde criança quando acompanhava seu irmão em seus shows. Apesar disso, sua música era bastante diferente e Tikão chegou a ser preso.

“Quando eu era mais novo, no Complexo do Alemão a gente cantava o que acontecia. Antigamente as pessoas andavam pra lá e pra cá armadas. A minha música falava das pessoas lá de dentro, falava o nome das pessoas”, e continuou: “Se eu morasse na Barra da Tijuca eu também falaria. O povo pega a música e absorve”, contou ele no Programa Pânico desta terça-feira (21).

Segundo Tikão, ele foi preso por apologia ao crime. Após o ocorrido, ele acabou mudando o seu estilo musical e adotou o chamado de ‘funk ostentação’. “Conseguimos trazer o funk para um novo lado. Hoje em dia eu dou emprego, tenho uma firma. Hoje eu vivo bem, o funk me ajudou. O funk mudou a minha vida”.

Tikão nasceu no Rio de Janeiro, mas admite que o funk ostentação nasceu em São Paulo. “O funk ostentação veio mesmo de São Paulo, mas lá no Rio de Janeiro para virar MC é muito mais difícil, lá tem muita gente. Eu estou no funk há mais de 10 anos. No Rio tem muita gente que faz uma música e some”, contou. Mesmo assim, ele admite que qualquer pessoa que faz uma música já se considera um MC. “Não é bem assim”, alerta.

Atualmente, MC Tikão faz entre 50 e 60 shows por mês em todo o Brasil.