"Minha missão na vida é levar alegria para as pessoas", afirma Sérgio Mallandro

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2014 14h08
Juliana Blume / Jovem Pan

Descoberto por Silvio Santos no programa O Povo na TV, o humorista Sérgio Mallandro, um ícone da “cultura trash” faz sucesso desde a década de 80. No SBT, seu talento se consolidou no programa infantil Oradukapeta que exibia a atração de sua criação A Porta dos Desesperados, onde os convidados escolhiam uma das três portas e atrás delas poderia encontrar prêmios, brinquedos ou “monstros”. Sérgio Mallandro já foi jurado do Show de Calouros, também do SBT, por quase 10 anos, fez cinema com Os Trapalhões, foi galã nos filmes da Xuxa, por quem demonstra ter um carinho especial, e até apresentou programas na Globo. Sem contar a passagem pela extinta TV Manchete, TV Record, Rede TV! e TV Gazeta, onde ganharam vida as famosas “Mallandrinhas”. “Eu sou da televisão. Sou amigo de todos. Eu tenho portas abertas em vários canais”, afirmou durante entrevista ao Pânico.

Mallandro está no ar com o reality Férias do Mallandro e com o programa Papo de Mallandro, ambos pelo canal Multishow. Sobre o seu reality ele diz: “A equipe é bem maneira. Ninguém dirige nada. Vão acontecendo as coisas e a gente vai fazendo. Tudo natural, esse é o segredo do sucesso”, explicou. Em meio aos famosos jargões “Ieié”, “há” e “Gluglu”, Sergio Malandro respondeu à perguntas hilárias durante a entrevista no programa. “Minha missão na vida é levar alegria para as pessoas”, afirma Sérgio Malla

Dentre os seus projetos atuais estão um filme de longa metragem de humor e os shows de stand up. “A gente ganha muito dinheiro com stand up. Quando você faz a pessoa rir não tem um preço. Os médicos mandam as pessoas irem ao teatro, irem dar risada”. “A minha missão na vida é levar alegria para pessoas, isso já foi dito pelo próprio Chico Xavier, quando eu o visitei. Eu cativei meu público assim. Já estou há 30 anos fazendo as pessoas sorrirem”, comenta.

O humorista que não gosta de falar a idade está em cartaz no Bar Picadeiro às sextas-feiras. Suas apresentações no Hotel Renassence encerram no próximo final de semana. No sábado (26), ele se apresenta em Curitiba, no Teatro Positivo com o espetáculo A porta dos desesperados. “O meu show tem sempre coisa diferenciadas porque eu interajo muito com a plateia. A base do show é a mesma, mas é muito dinâmico. Semana que vem ele começa a fazer.”

Até a vida pessoal de Mallandro é engraçada, o humorista afirma que mora com a ex-mulher há setes anos . “Dei um jeitinho de não pagar pensão”.

Sobre a inspiração para criar piadas e jargões, Mallandro conclui. “O Iéié é uma coisa muito profunda bicho. Veio da mitologia grega. Aristóteles estava dentro da caverna com Platão e gritou há e ié ié. Isso é positividade. Aí depois veio o salsi fufu, que começou com o Pedro de Lara”. Ele ainda brinca com a integrante do Pânico Marina Mantega e pergunta: “ Quando tu arruma um namorado, seu pai pergunta se ele é econômico?”.