"O meu DNA é matemática", fala Bel Pesce

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2015 13h05
Jovem Pan <p>Bel Pesce</p>

A engenheira Bel Pesce, autora do livro A Menina do Vale, contou sobre sua ida ao Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), uma das maiores universidades dos Estados Unidos. “Sempre gostei muito de matemática e minha paixão me fez querer ir para o ITA e treinando para entrar lá, percebi que poderia tentar ir para as faculdades americanas”, disse a jovem de 27 anos ao Pânico desta sexta-feira (17).

Ela disse que as medalhas em olímpiadas de matemática, campeonato de ping pong e xadrez a ajudaram na empreitada – além da cara de pau de ir atrás do entrevistador da universidade em São Paulo para se apresentar.

Atualmente, a paulistana se dedica a um projeto voltado para Educação e para “ajudar as pessoas serem mais protagonistas das próprias vidas”. “Fundei uma escola dos sonhos, é bem diferente da escola comum”, disse. FazInova tem sede em São Paulo. “O meu DNA é matemática, tecnologia, e descobri que comunicação facilita essas mudanças”, completou a engenheira.

A equipe gerida por Bel conta com 16 pessoas.

Bel tem uma boa visão da tecnologia e empresas que dominam o setor. “Cada vez mais o conhecimento é democratizado”, disse. Ela também citou pessoas que não são tão populares, mas estão atrás das corporações. “O Steve Wozniak era muito do bem, para começar, ele que programava as coisas no começo (da Apple)”, completou.