Para Chico Barney, Silvio Santos "forçou mais a barra do que deveria" com Dudu e Maísa

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2017 14h22
Johnny Drum/ Jovem Pan

Quando o assunto é entretenimento, Chico Barney é um dos maiores especialistas. O colunista passou pelo Pânico na Rádio nesta quarta-feira (5) e, como está sempre por dentro das polêmicas, falou sobre os principais assuntos da TV brasileira que todos adoram comentar.

Como o climão entre Dudu Camargo e Maísa ainda está sendo debatido, Chico Barney deu sua opinião sobre o episódio que classificou como “catastrófico”. “Tudo o que aconteceu foi bizarro, todo mundo passou do ponto”, afirmou.

“O Silvio Santos, como patrão de todos, forçou mais a barra do que deveria”, avaliou. Para o colunista, as “atitudes questionáveis” do dono do SBT estão cada vez mais exageradas. “Que ele faça o que quiser, mas cabe a nós discutir”, falou.

Chico ainda comentou sobre a estratégia de Silvio Santos de dar cada vez mais destaque para Dudu Camargo. “A jogada de colocar um cara incapaz para a missão de apresentar o ‘Primeiro Impacto’ e fazer disso um evento midiático é muito inteligente”.

Ao falar sobre o futuro de Dudu na TV, ele especulou que o apresentador não deve sumir dos holofotes tão cedo. “Ele é fenomenal e vem com tudo”, disse.

Continuando nas polêmicas da TV brasileira, Chico Barney comentou sobre o reality “A Casa”, da Record, que tem dividido as opiniões dos telespectadores. Para o colunista, a atração que reúne 100 pessoas em uma casa que comporta 4, é “maravilhosa”.

“Espero que o Ministério Público não tire do ar”, disse se referindo a denúncia que um dos participantes fez depois de contrair conjuntivite no confinamento. Para Chico, outro acerto do programa é Marcos Mion. “Ele está incrível, dando aula para o Britto Júnior e para o Roberto Justus que são muito engessados”, afirmou.

E questionado se a programação televisiva brasileira está em falta com alguma atração, Chico Barney rapidamente se lembrou dos programas dos anos 90 e 2000. “Faz falta não ter mais a banheira do Gugu e os absurdos que tinham nos programas”, falou.

Além das atrações, uma pessoa em especial deixou um vazio na TV brasileira para o colunista: Gilberto Barros. “É um crime ele não estar contratado por nenhuma emissora”, concluiu.