Ratinho Jr. diz que Paraná tem poucos casos de Covid-19 por testes e conscientização

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 13h45
EDUARDO MATYSIAK/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDORatinho Jr., governador do Paraná, participou do Pânico nesta terça-feira (12)

O governador do Paraná, Ratinho Jr., explicou, em entrevista ao Pânico nesta terça-feira (12), que o alto número de testes e a conscientização da população são os principais responsáveis pela baixa incidência de casos de Covid-19 no estado.

De acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados nesta segunda-feira (11), o Paraná tem 1.849 casos de Covid-19 e 111 óbitos. São 16,2 diagnósticos por 100 mil habitantes e 1 morte. São Paulo, o estado com mais casos e óbitos, tem 100,5 diagnósticos por 100 mil habitantes e 8,2 mortes.

“É uma somatória de fatores que nos colocaram numa posição relativamente boa para o momento”, disse o governador. “Mais do que a liderança e a tomada de decisões, é a conscientização da população [que faz a diferença], e o paranaense tem feito a lição de casa”, continuou.

Ratinho Jr. também lembrou do alto número de testes do novo coronavírus conduzidos pelo estado. “Saímos de 200 testes por dia para 600 testes por dia. Isso começou a nos dar uma radiografia de como o vírus estava se comportando”, contou.

O governador explicou que o Paraná já estava preparado para a doença desde o ano passado, antes mesmo da Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar que a Covid-19 era uma pandemia. Isso porque o governo detectou que o estado poderia sofrer uma epidemia de dengue, o que levou o poder público a reforçar a área da saúde. Além disso, ele reconheceu que o setor foi bem tratado pelas gestões anteriores. “A saúde do Paraná foi muito bem tocada por outros governadores, ampliada, melhorada.”

Enquanto o Brasil se prepara para atingir o pico da pandemia, o Paraná segue com medidas mais brandas. O estado não tem quarentena, por exemplo, apenas uma recomendação para evitar aglomerações. Mesmo assim, o governador não descarta um bloqueio total caso a doença saia de controle. “O bom senso e a conscientização das pessoas é que vão ajudar esse processo ser mais grave ou menos grave”, disse.

Ainda na entrevista ao Pânico, Ratinho Jr. disse que não quer se aproveitar politicamente do sucesso do governo dele no combate ao coronavírus. “Essa pandemia não é corrida de 100m, é maratona. Para quem usar de forma política, o final não vai ser bom”, previu. “Tenho evitado me expor todo dia para falar de política. Nosso lema é não gastar energia com briga política”, disse o governador do Paraná.