“Se parar para analisar todos somos malucos”, afirma ator Zé Carlos Machado

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2014 15h38
Nathália Rodrigues

Zé Carlos Machado é o protagonista da série Sessão de Terapia, baseada na produção israelita de mesmo formato BeTipul, criada pelo psicanalista israelita Hagai Levi. No Brasil, a série de sucesso que já teve duas temporadas, totalizando 80 episódios, é exibida pela emissora de TV a cabo GNT e dirigida pelo também ator Selton Mello.

Na história, Theo Cecatto, um psicoterapeuta de meia-idade é o personagem vivido pelo ator. Em seu consultório, Theo recebe semanalmente pacientes diferentes, além de frequentar as sextas-feiras o consultório da psicóloga Dora Aguiar, personagem vivida pela atriz Selma Egrei. Neste momento, o psicoterapeuta assume o papel de paciente. Zé Carlos esteve no Pânico desta sexta feira (30) e falou sobre o sucesso da série.

“Ele está em conflito no seu casamento. Está se separando e se encanta pela paciente vivida pela atriz Maria Fernanda Candido. Isso se chama transferência. Uma das coisas mais importantes de um psicoterapeuta é não ter envolvimento. O terapeuta tem que ter um distanciamento”, afirmou. Ele finaliza, “Muita gente que não faz terapia tem preconceito e a série ajudou a derrubar muitos destes preconceitos. Se parar para analisar todos somos malucos.”  “Se parar para analisar todos somos malucos”, afirma ator Zé Carlos Machado

Ao ser perguntado sobre sua vida pessoal e sobre a sua escolha profissional, o ator relata que durante sua infância no interior foi engraxate e trabalhou na lavoura de algodão. Segundo ele, sua carreira começou no teatro, nos anos 70.
“Era um período de muitas dificuldades de expressão. Eu ia muito ao teatro e isso começou a me fascinar. Eu encontrei através da arte uma possibilidade”, contou.
Sua grande atuação no filme “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios” com a atriz Camila Pitanga, lhe rendeu a segunda indicação como melhor ator revelação no Prêmio Contigo!. Ele comenta a sua atuação em parceria com a atriz. 

“Camila é uma atriz maravilhosa. A obra retrata um triângulo amoroso. Eu acho a relação a três muito sensorial”. Ele ainda revela, “Camila participará da terceira temporada de Sessão de Terapia.”

O ator entrará em cartaz com o espetáculo Retratos Falantes, no próximo dia 6 de junho de 2014, no Teatro Tuca (Rua Monte Alegre, 1.024 – Perdizes) , em São Paulo. A peça que é uma realização do Grupo Tapa se trata de uma coletânea de monólogos escritos na década de 80 pelo autor inglês Alan Bennett, para a rede BBC de Londres. Devido ao sucesso do programa, os textos foram adaptados para o palco pelo próprio autor.

Além do ator Zé Carlos Machado, a montagem traz também o ator Brian Penido, interpretando respectivamente os monólogos Fritas no Açúcar e Brincando com Sanduíche. “São dois monólogos de grande sucesso do Alan que foram adaptados para TV e no fim para o teatro.”

Tratando de assuntos atuais, o ator Zé Carlos Machado finaliza, “O nosso próprio sistema corrobora com os problemas que vivemos. Ele já está desestabilizado.”