Moro rejeita candidatura em 2022 e cita ‘questão de lealdade’ a Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2020 13h23 - Atualizado em 27/01/2020 14h20
Jovem PanMoro reforçou que será leal a Bolsonaro em 2022

Sergio Moro, mais uma vez, negou qualquer intenção de se candidatar à Presidência em 2022. O ministro da Justiça e da Segurança Pública esteve no Pânico nesta segunda-feira (27) e afirmou que tem “uma questão de lealdade” com o presidente Jair Bolsonaro.

“O que acontece, em 2022, o presidente já apontou no sentido de que ele pretende reeleição. E, claro, sou ministro do governo, vou apoiar o presidente Jair Bolsonaro, não tenho nem como”, reforçou Moro.

O ministro rejeitou aliança com o possível candidato Luciano Huck. “Não cabe isso, é uma questão de lealdade, o presidente está dando apoio às políticas da pasta, veja só, aumentamos o número de agentes contratados por concurso na PF e PRF, orçamento foi reforçado, estamos dando espaço para nossa política, conseguimos, então, cumprir o compromisso que eu e o presidente assumimos juntos, isso é o fundamental.”

Moro disse que “não é um projeto pessoal ter ido para o Governo, (…), mas de melhorar esses setores.”