“Stand up te dá essa oportunidade de sempre poder falar de tudo”, conta Fábio Rabin

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2015 14h07
Bruna Piva / Jovem Pan<p>Humorista fará apresentação no próximo final de semana, em São Paulo</p>

Nesta terça-feira (18), Fábio Rabin participou do Pânico e divertiu o elenco ao relembrar o início da carreira. Ele, que já trabalhou no programa e também na MTV, começou a fazer shows há cerca de 10 anos, após ingressar no teatro.

“A minha irmã me incentivou e me desincentivou, na verdade, quando eu vi uma peça dela com os peitos de fora. Mas foi por conta dela que fui fazer aulas, aí me apaixonei e caí no humor quando precisei sobreviver”, disse ele.

Fábio explicou que a vertente humorística ainda é vista com muito receio por quem faz teatro, muito em função da obrigação de ter sempre que divertir o público.

“Na verdade, é assim, hoje em dia pra você ser ator tem que ter QI (Quem Indica). Raramente você se destaca só pelo talento. Eu lembro que fugia do humor, tentei ir para o drama, para a tragédia e uma hora tive que optar. A profissão de comediante é uma coisa muito ingrata, porque você tem que fazer as pessoas rirem, mas o stand up te dá essa oportunidade de sempre poder falar de tudo. Foi o que me proporcionou viver bem e é o que eu amo.”.

Casado com Camila Pinheiro e pais da pequena Beatriz, Fábio ainda fez piada com a vida em família.

“É muito gostoso você ter seu porto seguro, mas casamento é difícil. Recentemente um amigo perguntou como eu me divirto e eu disse que às vezes eu gosto de imaginar as pessoas pegando fogo. Sabe quando a sua mulher te irrita? Então, eu a imagino em chamas, isso me alegra”, brincou, aos risos, para logo em seguida emendar: “É brincadeira, viu amor?!”.

Espetáculo

Em cartaz somente no próximo final de semana com o stand up “Queimando o Filme”, no Teatro das Artes, no Shopping Eldorado, o humorista diz ter se surpreendido com as apresentações na cidade.

“O público em São Paulo é muito legal, eu não imaginava que viria tanta gente para assistir. É o lugar mais legal do Brasil para você entrar em cartaz, tem sempre muita gente, muito turista, parece que o público sempre renova, é muito legal mesmo”, completou.