"Tem muito mais gente com dinheiro deselegante do que gente sem dinheiro deselegante", garante Claudia Matarazzo

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2015 13h02
Jovem Pan

Jornalista e consultora em etiqueta, Claudia Matarazzo garantiu que “tem muito mais gente com dinheiro deselegante do que gente sem dinheiro deselegante” durante entrevista ao Pânico desta quarta-feira (11).

A consultora deu uma dica como lembrar do nome de alguém, além de pedir o cartão profissional. “Às vezes eu falo assim: ‘sabe que eu tava pensando em você outro dia e não lembro como a gente conheceu?’. Aí a pessoa conta e você se lembra de tudo”, revelou o truque à equipe de Emílio Surita.

Claudia defende que “sinceridade às vezes pode ser falta de educação”, mas que é preciso avisar colegas quando a braguilha da calça está aberta ou quando há resto de alimento nos dentes. Ela citou dois casos que são imperdoáveis: palitar os dentes em um restaurante e deixar caroço de azeitona carcomido no canto do prato. 

A especialista não quis polemizar sobre pessoas de idade mais avançada que fazem tatuagens. “Não acho que todo mundo tem que se enquadrar o tempo todo”, aliviou. 

Pertencente ao clã Matarazzo, Claudia comentou que é piada dentro da família. “Eu era uma ovelha meio negra, fui fazer jornalismo numa família de industriais. A outra alternativa era cantar (e eles também não gostavam)”, falou de bom humor.