"Toda mulher é bi. Se não é bipolar ou biscate, é bissexual”, brinca a Mendigata, Fernanda Lacerda

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2014 14h23
Juliana Blume / Jovem Pan

Mais uma personagem fantasiada está mexendo com a cabeça dos marmanjos de plantão. Há um ano participando do programa de televisão Pânico na Band, a modelo Fernanda Lacerda, mais conhecida como Mendigata, foi a última a integrar a equipe do humorístico. Fernanda ganhou a disputa para assumir o seu posto atual através do voto dos telespectadores nas redes sociais. Ela falou um pouco sobre a sua vida pessoal e o sucesso da sua personagem em entrevista ao programa Pânico, desta quinta-feira (10).

Nascida em São Bernardo do Campo, a Mendigata trabalha como modelo há 18 anos, mas já foi vendedora de loja e corretora de imóveis. “Eu fazia promoções, presença em eventos, em feiras, o que pintava.” Diversos trabalhos de grande visibilidade como modelo estão no seu currículo, dentre eles, a capa da revista Playboy feita no mês de janeiro deste ano, após ser escolhida “A bela da praia” em Jurerê Internacional, Florianópolis. Sobre a infância, a Mendigata afirma: “Eu era bem moleca, né? Brincava com os caras lá na rua e tal.”“Toda mulher é Bi. Se não é bipolar ou biscate, é bissexual”, brinca a Mend

Provando que de mendiga na verdade ela não tem nada, Fernanda é adepta da malhação, faz aulas de luta e é fã de viagens. Questionada sobre seu estado civil, a solteira brinca: “Eu tô ficando. Ficando cada vez mais gostosa”.

Filosofando sobre sexualidade e vida sexual, Fernanda ressalta: “Toda mulher é bi. Se não é bipolar ou biscate, é bissexual. Acho que dentro de quatro paredes a gente não tem que ter pudores, mas eu sou tímida. Para homem é o corpo que conta”, completa falando sobre o assédio masculino.

Sobre sua personagem ela diz que “o jeito de ser desencanada me ajuda. Não é qualquer mulher que gostaria de fazer um papel assim”, diz a mendiga que usa dreads no cabelo e afirma não ter problemas caso tenha que ficar careca para tirá-los. Destacando momentos marcantes em suas participações no programa, ela relembra a ida a Cracolância. “A gravação na Cracolândia foi tenso. Os caras não gostaram muito da nossa presença não. Começaram a jogar umas predras. Foi mil graus”, desabafa.

Feliz com o sucesso na TV, Mendigata finaliza: “Hoje meu sonho é ser bem sucedida profissionalmente. Eu tô na família Pânico de todo coração.”