“Uma mulher pode gastar de 500 a 8 mil reais em um dia", diz cabeleireiro das famosas

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2014 14h22
Juliana Blume / Jovem Pan

Apaixonado pelo trabalho que faz, Eron Araújo é o cabeleireiro das famosas em São Paulo. Conhecido por atender nomes como Gisele Bündchen, Thereza Collor e Zizi Possi, o cabelereiro participou de um bate-papo sobre beleza e revelou detalhes sobre o estilo dos famosos em entrevista ao Pânico.

O hair stylist descobriu seu talento bem cedo, ainda na infância, quando cortava o cabelo da mãe, dos familiares e dos amigos. Ele começou a atender no Parque São Lucas, região periférica de São Paulo, em um pequeno salão. Os passos seguintes foram sua escalada para o sucesso, atendendo no Pacaembu e finalmente sendo chamado para trabalhar com Celso Kamura, outro cabeleireiro das ricas e famosas. “Eu costumo falar que me inspirei em três cabeleireiros: Celso Kamura é um super cabeleireiro, Marco Antônio de Biaggi é um super marqueteiro e Wanderley Nunes é um super empresário.”

Apesar da grande procura, não dá para concordar com todos os pedidos das clientes, principalmente as insatisfeitas com o cabelo crespo. Eron contou que muitas chegam ao salão querendo, por exemplo, ficar como a Beyoncé. “Temos que alertar que aquilo é uma prótese, uma peruca . A Glória Maria também usa. E eu vejo a peruca como um acessório, eu admiro muito quem tem coragem e usa.” A mesma coisa acontece com quem pede para ter um cabelo específico que viu em capas de revista e o profissional percebe que não vai combinar. “Eu acho que o cabeleireiro tem que ter a coragem de falar pra cliente que não vai ficar bom.”

Eron sai na defesa do cabelo crespo, principalmente para quem não tem condições financeiras de bancar idas semanais ao salão. “Neste caso, a mulher tem que deixar o cabelo natural. Não vejo o cabelo crespo como cabelo ruim, é apenas outra textura. Se a pessoa não tem dinheiro, é melhor ficar natural. Não aconselho a fazer processo químico em casa, é perigoso.” Mas existem alguns casos cuja transformação radicaliza a estética e funciona (pelo menos para a cliente), como é o caso de Anitta, Claudia Leitte e Carla Perez. “É um conjunto de fatores envolvendo o serviço e a tecnologia cosmética”, contou Eron.

Procurado pela classe alta paulistana, Eron revelou que o valor pago por suas clientes pode variar. “Uma mulher pode gastar de 500 a 8 mil reais em um dia, incluindo trabalho de alongamento capilar, unha postiça e outros serviços. Tenho clientes que vão 3 ou 4 vezes por semana, mas não passam pelos mesmos serviços sempre. Elas podem fazer maquiagem, cabelo, depilação.”

O salão Blend, fundado pelo hair stylist, também oferece serviços de depilação e, ao contrário da corrente atual que apoia o crescimento natural dos pelos, Eron acredita que essa moda não dura. “Hoje, tanto o homem como a mulher têm hábitos de tirar pelos de determinadas partes do mundo.”

Apesar de sua clientela ser majoritariamente feminina, 30% é masculina, o que, para um salão unissex, é um número bem representativo. E não são só as mulheres que mudam a cor dos cabelos. “Existe coloração específica para homem, e tem como ficar bem natural, se não usar em excesso”, afirmou Eron. E para os rapazes que querem inovar no corte, Eron contou que um dos cortes masculinos mais procurados é o semelhante ao do David Beckham, raspado na lateral e mais longo em cima, formando um leve moicano.

Salão Blend

Endereço:

Rua Dr. Eduardo de Souza Aranha, nº 221, São Paulo

Telefone:

(11) 3045 3330

Instagram:

@eronaraujo