Para empresários, Brasil deixará lista de piores ambientes de negócios

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2016 12h01

Taxa de juros subiu após alta do dólar

Dinheiro

 Em busca de novos negócios nos Estados Unidos, empresários brasileiros mostram confiança na equipe do ministro Henrique Meirelles. Com o objetivo de estreitar e promover relações com investidores americanos, ocorreu nesta quarta-feira (17), em Nova York, o LIDE Business. Os empresários acreditam que as ações da nova equipe econômica podem tirar o Brasil da lista dos 20 piores ambientes de negócios do mundo.

O presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, afirma que o programa de governo de Michel Temer tem bom senso: “Baseado na única fórmula que construiu prosperidade ao longo do mundo e da história, que é o binômio livre mercado e democracia. É isso que está consubstanciado aí. É o caminho para recolocar o Brasil nos trilhos da prosperidade”.

O fundador da agência DPZ, Roberto Duailib, enfatiza que o governo Temer traz a renovação da esperança. De acordo com o publicitário, o empresariado agora tem uma nova perspectiva quanto à produtividade no Brasil: “As coisas estavam muito paradas, não se vendia, não se comprava nada, isso era desastroso para o País, que é exatamente a inexistência da confiança. A falta de perspectiva é terrível na história do País e nós estamos vivendo isso de maneira muito acentuada nesses últimos tempos”.

Para o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, a equipe de Meirelles é altamente qualificada. Falando ao repórter Daniel Lian, o chairman do LIDE acredita na aprovação das medidas que serão propostas no Congresso: “Há uma equipe ministerial oriunda do Congresso, o que poderia significar uma força política para a aprovação de reformas e medidas que sejam necessárias para assegurar que o Brasil entre numa rota de progresso e crescimento econômico”.

No LIDE Business, os governadores Pedro Taques, do Mato Grosso, e Marconi Perillo, de Goiás, apresentaram as potencialidades de investimento nos Estados. Esta foi a segunda edição que, em 2015, teve exposições do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.