Carlos Vaz: “Não existe o jeitinho brasileiro. Existe o certo e o errado”

CEO da Conti Real Estate Investments, o empresário saiu do interior de Minas aos 21 anos para tornar-se um dos mais bem sucedidos empresários de Dallas

  • Por Branca Nunes
  • 29/03/2019 19h59 - Atualizado em 30/03/2019 06h39
Carlos Vaz, CEO da Conti Real Estate InvestmentsCarlos Vaz, CEO da Conti Real Estate Investments

Filho de um açougueiro e de uma dona de casa de classe média baixa de Itajubá, Carlos Vaz saiu do interior de Minas Gerais aos 21 anos para tornar-se, duas décadas depois, um dos mais bem sucedidos empresários de Dallas, nos Estados Unidos. Um dos fundadores e CEO da Conti Real Estate Investments, empresa especializada no mercado imobiliário do Texas, Vaz conquistou o “sonho americano” em plena crise imobiliária de 2008.

“Nessa época eu morava em Boston e notei que, como eu, muita gente estava tentando ganhar dinheiro com a mesma coisa, que era comprar, reformar e vender imóveis”, explicou. Depois de pesquisar cuidadosamente o tema, descobriu que o estado do Texas estava em franco crescimento e mudou-se para Dallas. Trocou a venda pelo aluguel de apartamentos e procurou atrair um público mais interessado em mobilidade e em crescimento profissional do que na aquisição da casa própria. “Os preços dos nossos alugueis variam entre US$ 800 e US$ 1.200 e é importante que o inquilino não comprometa mais de 35% da sua renda com isso”, contou.

Para quem sonha seguir o mesmo caminho e tentar a vida em outro país, Vaz oferece um conselho: perceber as peculiaridades da cultura local. “Tanto os estrangeiros que vêm para o Brasil como os brasileiros que vão para o exterior tentam impor a sua cultura e isso não funciona”, ensina. “Também não acredito no ‘jeitinho brasileiro’. Ou você faz as coisas certas ou não. Se você está disposto a trabalhar bastante e fazer o correto, sempre existe oportunidade. Em qualquer lugar do mundo”.