Petrobras irá ficar com todo o dinheiro recuperado de Cerveró na Lava Jato

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2016 07h02
Depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista da Petrobras do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró (José Cruz/Agência Braisl)Nestor Cerveró

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, relator dos processos da Operação Lava Jato, determinou que todo o dinheiro devolvido aos cofres públicos pelo ex-diretor Nestor Cerveró, cerca de R$ 17 milhões, deve ser entregue para a Petrobras.

O acordo de delação premiada firmado com a Procuradoria Geral da República previa que 80% fossem para a Petrobras e 20% para a União, e a divisão é comum nesses casos.

No caso do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, 10% iriam para o Ministério Público Federal e 10% para o Supremo Tribunal Federal. Isso não ocorreu porque em junho, o ministro Teori adotou igual decisão e os R$ 79 milhões foram direcionados à estatal.

“É certo que, como a Petrobras é o sujeito passivo dos crimes em tese perpetrados por Nestor Cerveró e pela suposta organização criminosa que integrava, o produto do crime repatriado deve ser direcionado à Sociedade de Economia Mista lesada, para a restituição dos prejuízos sofridos”, declarou Teori Zavascki.

*Informações do repórter Marcelo Mattos