Pode colocar um “Mister M” que não vai resolver, diz Pezão sobre crise no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2016 06h36
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, após reunião com o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)Luiz Fernando Pezão

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, rebateu a tese de que seria necessária uma intervenção federal no Estado.

Segundo ele, nem um mágico conseguiria resolver a crise econômica local: “você pode botar um Mister M lá que não vai resolver. Dinheiro não vai cair do céu. Estados e municípios não têm o poder que a União tem hoje de decretar déficit e aprovar no Congresso e emitir dinheiro e medida provisória. Nós estamos propondo fazer um ajuste forte”, explicou.

Ainda segundo Pezão, o governo está aberto a outras sugestões. Ele tem sofrido forte resistência no RJ após anunciar o aumento de contribuição previdenciária de servidores e aposentados e o fim de programas sociais.

O governador do Rio tem feito uma peregrinação em Brasília em busca de dinheiro, mas admitiu que não tem tido sucesso. Luiz Fernando Pezão rebateu ainda a afirmação de Michel Temer de que Estados e municípios poderão usar o que lhes caberá da arrecadação da repatriação para o pagamento do 13º salário. “Qualquer dinheiro que pingar na conta do Estado é um tsunami, mas isso não resolve”, disse.

Pezão defendeu ainda a aprovação pelo Congresso da securitização da dívida que, segundo ele, seria um grande alívio no momento.

*Informações da repórter Luciana Verdolin