Polícia Civil poderá fazer hora extra e ganhar mais; entenda

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2015 07h25
SÃO PAULO,SP,15.07.2013:PRISÃO POLICIAIS CIVIS/OPERAÇÃO/PROPINA - Fachada da Corregedoria Geral da Polícia Civil, na Rua da Consolação, em São Paulo (S), nesta segunda-feira (15). Policiais Civis foram presos durante operação do Ministério Público e da Corregedoria da Polícia Civil acusados de receber até R$ 300 mil de propina de traficantes por ano. Segundo o MP, foram expedidos pela Justiça 13 mandados de prisão, que devem ser cumpridos ainda hoje, sendo onze contra integrantes ou ex-integrantes do Denarc. (Foto: Eduardo Ferreira/Futura Press/Folhapress)Polícia Civil - operação em 15 de julho

O Governo do Estado apresentou um projeto de lei que autoriza policiais civis a trabalharem nas folgas para receber remuneração adicional.

A iniciativa tem como objetivo reforçar o efetivo nas ruas e delegacias e a adesão dos agentes não será obrigatória.

O texto prevê que os delegados recebam R$ 204,00 por dia extra trabalhado e as demais carreiras, R$ 170,00.

O governador Geraldo Alckmin ressalta ao repórter Anderson Costa que a medida é semelhante a que já foi adotada na Polícia Militar: “Policial Civil ganha mais, fazendo uma jornada um pouco maior, e ganha a sociedade com mais policiais fazendo investigação”.

Cada policial civil poderá trabalhar até oito horas diárias por até 10 dias no mês, somando o máximo de 80 horas adicionais.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, diz que os agentes serão enviados às delegacias onde a demanda de trabalho for maior.

O projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa de São Paulo.

Um decreto também permite ao policial civil ministrar aula na Academia até os 70 anos de idade, após a aposentadoria compulsória aos 65.