Polícia prende torcedores corintianos após ameaças a juíza

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2016 08h52
Polícia prende torcedores corintianos após ameaças a juíza - Muniz

Uma operação conjunta entre as polícias civis do Rio de Janeiro e São Paulo prendeu na manhã desta terça-feira (08) ao menos seis pessoas suspeitas de ameaçar a juíza Marcela Assad Caram, coordenadora da Central de Audiências de Custódia do Tribunal de Justiça do Estado do Rio. Os acusados foram presos na Grande SP e no litoral.

A ação cumpre 8 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão. Os presos deverão responder por associação criminosa e coação no curso de processo. A operação foi realizada pela Delegacia de Crimes de Informática do RJ em parceria com a polícia paulista. Os presos devem ser encmainhados para a capital fluminense.

A juíza estava sendo ameaçada via rede social após ter covertido em prisão preventiva a prisão em flagrante de 30 torcedores do Corinthians no estádio do Maracanã.

Uma confusão entre torcedores e policiais militares no jogo entre Corinthians e Flamengo fez com que 64 corintianos fossem encaminhados à delegacia. Em audiência de custódia, 30 torcedores foram autuados em flagrante.

Na época, a juíza disse que a prisão preventiva era “imperiosa e necessária” já que os detidos eram de outro Estado.