Policiais que cometerem crimes serão expulsos da corporação, garante Alckmin

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2016 08h05
O governador Geraldo Alckmin acompanha o lançamento do Reforço de Policiamento no Morumbi. Data: 10/10/2014. Local: São Paulo/SP. Foto: Edson Lopes Jr/A2 FOTOGRAFIAPolícia Militar do estado de São Paulo

O governador Geraldo Alckmin classificou como lamentável o caso dos policiais que cometeram crimes, além de informar que eles serão expulsos da Polícia Militar.

“A própria Polícia Militar investigou. Os policiais foram rpesos e serão expulsos da Polícia”, disse.

Os crimes foram revelados em reportagem do Fantástico, da TV Globo, neste domingo (23).

Gravações mostram policiais militares de São Paulo praticando todo tipo de crime, faziam ameaças, combinavam roubos, extorsões e até assassinatos. Além disso, criminosos que deviam ser presos permaneciam livres com o pagamento de propina aos policiais.

Os militares investigados estão presos.

Somente em 2016, 165 policiais militares foram expulsos da corporação.

Alckmin também voltou a afirmar que vai recorrer da decisão da Justiça que proibiu o uso de balas de borracha em manifestações no Estado de São Paulo.

“No mundo inteiro você tem protocolos internacionais. A polícia não usa armas não letais a não ser em casos muito excepcionais. São paulo ainda foi a mais avançada, porque compramos quatro caminhões e equipamentos de Israel que você utiliza água”, disse.

Alckmin ainda garaniu que toda ação policial é filmada e analisada, havendo punição em caso de excessos.

*Informações do repórter Fernando Martins